Com o uso cada vez mais intenso da tecnologia, também aumenta a geração de lixo eletrônico. Apenas em 2019, foram 53,6 milhões de toneladas de aparelhos eletroeletrônicos descartados pelo mundo, com apenas 17,4% reaproveitado como matéria-prima para a produção de novos itens, segundo dados publicados no portal Green Eletron.

As informações sobre o lixo eletrônico produzido no Brasil também não são muito animadoras, já que o país está em 5º lugar na lista de geradores desse tipo de lixo, como mostra matéria publicada pela Agência Brasil.

O relatório The Global E-Waste Monitor 2020 da ONU aponta um volume de 9,1 kg de lixo eletrônico per capita gerado no país.

Por que tanto lixo?

Além da necessidade dos equipamentos, vivemos hoje em uma realidade de obsolescência programada, com ciclos de vida dos aparelhos cada vez mais curtos, fator que contribui para a produção de mais lixo eletrônico.

Modificar essa realidade requer uma série de mudanças, que não estão no foco das empresas que produzem esses equipamentos, como a produção de aparelhos que tenham maior durabilidade.

Porém, é possível adotar ações capazes de ajudar a diminuir o impacto, como o descarte correto do lixo eletrônico e a redução no consumo desses equipamentos.

Como jogar pilhas fora?

Baterias e pilhas, além de alguns componentes eletrônicos, contêm metais pesados como o cádmio, chumbo e mercúrio, que podem contaminar o solo e os lençóis freáticos, gerando um grave problema ambiental. Elas devem ser descartadas separadamente e entregues às lojas que comercializam os dispositivos ou às assistências técnicas da marca.

Pilhas piratas têm procedência duvidosa e merecem uma atenção maior, por liberarem materiais tóxicos não adequados à legislação vigente. A melhor alternativa é evitar a compra e o consumo dessas pilhas.

O que fazer com celular quebrado ou obsoleto?

Quando possível, considere a possibilidade de consertar o aparelho, a fim de prolongar a vida útil. Às vezes, com um simples reparo, é possível utilizar o dispositivo por mais alguns meses ou anos.

Se o interesse for em um modelo mais atual ou com mais recursos, existem ONGs que recebem os aparelhos, revitalizam e doam para comunidades carentes e escolas. É uma maneira de promover a economia circular para produtos que têm uma vida útil programada de curta duração, aproveitando ao máximo os recursos utilizados para a produção e diminuindo o impacto ao meio ambiente.

Também é possível descartar o aparelho em lojas e operadoras, que já possuem um ponto de coleta pensado para essa finalidade. Segundo o artigo 33 da Lei nº12.305/2010, o fabricante é obrigado a fazer a logística reversa dos dispositivos eletrônicos que produz, ou seja, cabe à empresa recolher e descartar os aparelhos da maneira correta.

No entanto, o consumidor precisa procurar a empresa para fazer a devolução do produto. Por isso, o cidadão deve assumir a responsabilidade pelo descarte apropriado. 

Embora sejam ações isoladas em comparação ao volume de resíduos gerado anualmente, adotar essas boas práticas ajuda a reduzir o impacto negativo do crescimento da tecnologia ao meio ambiente. 

Pensar na economia circular como ferramenta que permita o desenvolvimento da sociedade sem sacrificar o planeta é a maneira mais viável de mantermos os recursos que precisamos para nossa sobrevivência.

Fontes:

https://tecnoblog.net/responde/o-que-e-lixo-eletronico/#:~:text=O%20lixo%20eletr%C3%B4nico%20ou%20Res%C3%ADduos,foram%20descartados%20por%20seus%20donos.

https://greeneletron.org.br/blog/o-que-e-o-lixo-eletronico/

https://www.ecycle.com.br/lixo-eletronico/

https://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2021-10/brasil-e-o-quinto-maior-produtor-de-lixo-eletronico#:~:text=Anualmente%2C%20mais%20de%2053%20milh%C3%B5es,cerca%20de%204%25%20por%20ano.

https://greeneletron.org.br/blog/quais-paises-produzem-mais-lixo-eletronico-no-mundo-veja-como-esta-o-brasil-neste-ranking/

https://www.uol.com.br/ecoa/ultimas-noticias/2021/03/06/o-que-fazer-com-o-aparelho-celular-antigo-existe-descarte-sustentavel.htm#:~:text=%22A%20forma%20correta%20para%20descartar,os%20carregadores%20antigos%20e%20cabos.