Muito se discute sobre o impacto ambiental de diversos materiais. Mas, para que haja uma avaliação precisa desse aspecto, o ciclo de vida deve ser considerado.

O plástico, considerado por muitos como o grande vilão do ambiente, é bastante usado nas embalagens de produtos cosméticos. Aliás, algumas marcas renomadas têm substituído esse material por opções em papel e outros materiais, a fim de passar uma imagem mais simpática do ponto de vista ecológico.

Porém, avaliando o ciclo de vida das embalagens plásticas, fica fácil perceber que sim, essa pode ser a opção mais sustentável. E para apoiar essa informação, podemos considerar 4 argumentos: consumo de água, habilidade do consumidor para reciclar facilmente, pegada de carbono e vida útil do produto.

Consumo de água

O consumo de água é uma grande questão ambiental e deve ser o próximo maior problema a ser resolvido no planeta. Água é essencial para transformar a madeira em papel. O técnico em embalagens da KMI Brands, Dan Coppins, explica que durante o processo uma quantidade significativa de água é perdida, parte para as fibras, parte para a atmosfera.

Enquanto para a produção de papel é necessária uma grande quantidade de água, para a fabricação do plástico é preciso um volume bem menor de água, que pode ser reutilizada.

Capacidade do consumidor de reciclar

Seja honesto, quantas vezes você reaproveitou uma embalagem como vaso de plantas ou para outra aplicação qualquer? Apenas porque um produto se denomina como eco-friendly e prometa uma segunda utilização após o uso principal, não significa que esse aproveitamento irá acontecer, de fato.

Embalagens vazias de produtos de beleza que permitam um descarte rápido e conveniente é uma grande peça do quebra-cabeça, e o plástico geralmente torna isso mais viável.

Quando se trata de estatísticas ruins de reciclagem, há muita preocupação se o plástico está realmente sendo reciclado. No entanto, Coppins oferece uma razão bastante simples para isso. A reciclagem ainda está em seus estágios iniciais, por isso, relatórios mostram índices de reciclagem abaixo do ideal. Mas a projeção de crescimento é significativa no setor..

Descartar as embalagens para a coleta seletiva é uma ótima solução para viabilizar o reaproveitamento do material.

Pegada de carbono

Os plásticos que têm sido usados para as embalagens de cosméticos são, na maioria das vezes, PP (polipropileno), que é o segundo plástico mais reciclado do mercado, afirma Coppins. “Também usamos PP reciclado pós-consumo em todos os nossos produtos, o que garante uma maior redução na pegada de carbono”.

O peso dos produtos também influencia. “O plástico é mais leve que outros materiais (por exemplo, vidro, papel e alumínio), o que reduz a energia necessária para transporte dos produtos, reduzindo também a pegada de carbono”, Coppins explica.

Vida útil do produto

A vida útil de um produto cosmético é mais longa que a de outros itens que são embalados em plástico, como alimentos, por exemplo. 

Durabilidade é um dos principais motivos que faz com que a marca britânica de desodorantes Proverb escolhesse o plástico como embalagem, após uma pesquisa significativa entre os materiais. “Ele precisava ser durável, resistente a arranhões  e à prova de viagem, e por isso escolhemos o plástico”, explica Kristie Sherriff, co-fundadora da Proverb.

A formulação também deve ser levada em consideração aqui. Um produto rotulado como “clean”, sem conservantes (por exemplo, parabenos), pode ser considerado melhor para o meio ambiente. Mas, um produto que precisa ser reposto a cada três meses, acondicionado em uma embalagem de vidro de difícil reciclagem, é bem pior para o planeta que uma embalagem de plástico com dois anos de vida útil.

Para entender o impacto das embalagens ao meio ambiente, é necessário avaliar cada elemento da embalagem, desde seu impacto de abastecimento até como ele é descartado. Em alguns casos é necessário fazer concessões para encontrar a melhor solução.

Por isso, da próxima vez que uma marca tentar vender para você uma opção ecológica que promete ser “a solução sem plástico mais perfeita e sustentável”, pense um pouco melhor  ― o plástico pode surpreender como alternativa mais viável.

Fonte:

https://www.elle.com/uk/beauty/a40805876/plastic-packaging-sustainability-beauty/